sábado, 22 de agosto de 2015

Dragonfall War - Aventura I- Parte I

Aventura I - Ninho Verde em chamas!


Em nossa primeira aventura, cada uma das personagens dos jogadores tinha suas razões para estar em Ninho Verde, e seus caminhos se cruzam da forma mais inusitada possível quando o Culto do Dragão ataca!


Lista de Personagens

Fong Sai-Yuk


Recebendo uma mensagem e pedido de ajuda de seu mestre, Sakaki Erlanthar, Fong chega em Ninho Verde alguns dias antes do ataque, onde conversa com Sakaki a respeito das suspeitas do mesmo e de suas investigações. Mas quando o ataque se inicia, Fong logo fica desacordado, e seu mestre é capturado!

Visara, a Instigadora


A Legião dos Condenados já vinha investigando as ações do Culto a algum tempo, afinal de contas, como o braço secreto da Ordem da Manopla, esse era o seu dever. Visara e Sergor, como membros dos 15 condenados, são enviados a Ninho Verde para investigar e conseguir informações a respeito das atividades do Culto na região de Elturgard e da Costa da Espada. Alguns métodos de obter informações apenas Visara é capaz de utilizar.

Sergor Starag


O paladino de Bhaal Sergor Starag, um dos condenados da Legião, é enviado junto a sua companheira de guerra, Visara, para investigar as atividades do Culto em Ninho Verde. O que parecia apenas mais uma missão de investigação e tortura se transforma numa ótima oportunidade de louvar Bhaal com um banho de sangue!

Gaulford Loddar


Coincidência, destino, ou algo mais? Em suas andanças pela costa da espada, em busca de um trabalho como mercenário, Gaulford Loddar se encontrava em Ninho Verde no exato momento do ataque do Culto. Uma ótima oportunidade para vender as armas!

Ato I - Chegada a Ninho Verde

A aventura se inicia quando Visara e Sergor estão prestes a chegar em Ninho Verde, quando ao longe, eles vêem a cidade em chamas! E a sobrevoando, um grande dragão azul aterrorizando a população! Frente ao perigo, Sergor treme de excitação com a oportunidade de oferecer a morte de um dragão ao Deus dos Assassinatos, e os dois cavaleiros negros adentram a cidade em busca de combate,

A cidade está um caos. Desespero reina. Habitantes correndo de um lado pro outro, carroças e barracas em chamas, estruturas abaladas e destruidas. Ao longe, a fortaleza de ninho verde se impõe como um bastião de força para aqueles que sonham em ser salvos.

Kobolds Malditos!

No meio de todo o caos, uma familia de humanos sai as pressas de uma esquina e cruza o caminho de nossos anti-heróis. As três crianças estão sendo carregadas pelo pai, cujas roupas estão manchadas de sangue, enquanto a mãe, ferida e armada com uma lança e um escudo, os defende de oito kobolds sanguinários. Normalmente, os membros da legião apenas assistiriam ao massacre, rindo da fraqueza dos indefesos. Mas Sergor estava sedento por sangue, e não perdeu a oportunidade de massacrar alguns kobolds. Visara o ajuda, mas a própria visão dos dois cavaleiros negros atacando os kobolds assusta a família com sua brutalidade. Perdendo em números, os cavaleiros negros tem uma ajuda inesperada, quando do meio de escrombos um jovem monge acorda desorientado, perguntando por seu mestre. Ao ver a situação, o jovem monge rapidamente da um bom gole de seu cantil, e, numa dança de artes marciais digna de um macaco bêbado, adentra o combate para ajudar os indefesos!

Em meio ao combate, os kobolds levam a melhor sobre a jovem mãe, e logo ela cai ao chão, desacordada. Pouco depois disso nossos jovens heróis acabam com os kobolds que sobraram, e Fong tenta ajudar a família a seguir em frente e se abrigar no forte. Quanto a mãe, Sergor preferiu colocar um fim a sua miséria ao invés de gastar recursos com a mesma. Rapidamente Fong se colocou no caminho, e por um momento breve parecia que os dois se matariam ali. Visara se interpôs, estancando os ferimentos da mulher antes que sua vida se fosse, mas contente em saber que a dor a acompanharia em sua recuperação. A dor a tornaria mais forte.

Sendo os últimos a adentrar a fortaleza antes que seus portões se fechem, o grupo encontra no hall da fortaleza dezenas de refugiados, com ainda mais refugiados na enfermaria do forte. Mas notaram também que, pelo tamanho da pequena cidade, muitos não estavam ali. Entre os abrigados, um elfo guerreiro se destacava entre os aldeões. Gaulford Lottar logo se identificou como apenas um mercenário viajante em busca de uma boa oportunidade de ganhar ouro, e por pior que fosse a situação, se achava com sorte por estar no lugar certo e na hora certa(de acordo com ele, ao menos). Logo o grupo é abordado pelo governador Tarbaw Nighthill, que reconhece no grupo sua melhor chance de salvar os habitantes de sua cidade. Nighthill os informa da situação atual, e oferece uma recompensa se o grupo ajudar na defesa contra o culto durante a noite!

Governador Tarbaw Nighthill

Porém, antes que algum preparativo seja feito, a força do grupo é posta a prova quando o alarme soa! Um pequeno grupo de mercenários inimigos conseguiram invadir o portão lateral do forte, e Castellan Escobert o Vermelho, mestre da fortaleza, precisa que o grupo segure a posição até o portão ser selado novamente. Ao se encaminhar ao local da invasão, o grupo dos personagens é surpreendido com um ataque surpresa das forças invasoras que desconfiavam que ajuda estava a caminho! O combate é duro, pois além de Kobolds, um Drake e um humano curandeiro ajudavam no combate. O grupo sobrevive, apesar de bem mais feridos que o esperado, apenas para montar uma barricada temporária enquanto um ajudante de Escobert conserta o portão. A barricada se mostrou eficiente, pois com ela eles conseguiram evitar mais um combate de outro grupo invasor.

Fim do ato I.

Na próxima parte, o grupo de aventureiros por acaso parte para o contra ataque! Surgem Eddie Dean e Cyanwrath! Confira aqui.

Cartas dessa aventura:








Nenhum comentário:

Postar um comentário