sábado, 22 de agosto de 2015

Dragonfall War - Aventura I- Parte I

Aventura I - Ninho Verde em chamas!


Em nossa primeira aventura, cada uma das personagens dos jogadores tinha suas razões para estar em Ninho Verde, e seus caminhos se cruzam da forma mais inusitada possível quando o Culto do Dragão ataca!


Lista de Personagens

Fong Sai-Yuk


Recebendo uma mensagem e pedido de ajuda de seu mestre, Sakaki Erlanthar, Fong chega em Ninho Verde alguns dias antes do ataque, onde conversa com Sakaki a respeito das suspeitas do mesmo e de suas investigações. Mas quando o ataque se inicia, Fong logo fica desacordado, e seu mestre é capturado!

Visara, a Instigadora


A Legião dos Condenados já vinha investigando as ações do Culto a algum tempo, afinal de contas, como o braço secreto da Ordem da Manopla, esse era o seu dever. Visara e Sergor, como membros dos 15 condenados, são enviados a Ninho Verde para investigar e conseguir informações a respeito das atividades do Culto na região de Elturgard e da Costa da Espada. Alguns métodos de obter informações apenas Visara é capaz de utilizar.

Sergor Starag


O paladino de Bhaal Sergor Starag, um dos condenados da Legião, é enviado junto a sua companheira de guerra, Visara, para investigar as atividades do Culto em Ninho Verde. O que parecia apenas mais uma missão de investigação e tortura se transforma numa ótima oportunidade de louvar Bhaal com um banho de sangue!

Gaulford Loddar


Coincidência, destino, ou algo mais? Em suas andanças pela costa da espada, em busca de um trabalho como mercenário, Gaulford Loddar se encontrava em Ninho Verde no exato momento do ataque do Culto. Uma ótima oportunidade para vender as armas!

Ato I - Chegada a Ninho Verde

A aventura se inicia quando Visara e Sergor estão prestes a chegar em Ninho Verde, quando ao longe, eles vêem a cidade em chamas! E a sobrevoando, um grande dragão azul aterrorizando a população! Frente ao perigo, Sergor treme de excitação com a oportunidade de oferecer a morte de um dragão ao Deus dos Assassinatos, e os dois cavaleiros negros adentram a cidade em busca de combate,

A cidade está um caos. Desespero reina. Habitantes correndo de um lado pro outro, carroças e barracas em chamas, estruturas abaladas e destruidas. Ao longe, a fortaleza de ninho verde se impõe como um bastião de força para aqueles que sonham em ser salvos.

Kobolds Malditos!

No meio de todo o caos, uma familia de humanos sai as pressas de uma esquina e cruza o caminho de nossos anti-heróis. As três crianças estão sendo carregadas pelo pai, cujas roupas estão manchadas de sangue, enquanto a mãe, ferida e armada com uma lança e um escudo, os defende de oito kobolds sanguinários. Normalmente, os membros da legião apenas assistiriam ao massacre, rindo da fraqueza dos indefesos. Mas Sergor estava sedento por sangue, e não perdeu a oportunidade de massacrar alguns kobolds. Visara o ajuda, mas a própria visão dos dois cavaleiros negros atacando os kobolds assusta a família com sua brutalidade. Perdendo em números, os cavaleiros negros tem uma ajuda inesperada, quando do meio de escrombos um jovem monge acorda desorientado, perguntando por seu mestre. Ao ver a situação, o jovem monge rapidamente da um bom gole de seu cantil, e, numa dança de artes marciais digna de um macaco bêbado, adentra o combate para ajudar os indefesos!

Em meio ao combate, os kobolds levam a melhor sobre a jovem mãe, e logo ela cai ao chão, desacordada. Pouco depois disso nossos jovens heróis acabam com os kobolds que sobraram, e Fong tenta ajudar a família a seguir em frente e se abrigar no forte. Quanto a mãe, Sergor preferiu colocar um fim a sua miséria ao invés de gastar recursos com a mesma. Rapidamente Fong se colocou no caminho, e por um momento breve parecia que os dois se matariam ali. Visara se interpôs, estancando os ferimentos da mulher antes que sua vida se fosse, mas contente em saber que a dor a acompanharia em sua recuperação. A dor a tornaria mais forte.

Sendo os últimos a adentrar a fortaleza antes que seus portões se fechem, o grupo encontra no hall da fortaleza dezenas de refugiados, com ainda mais refugiados na enfermaria do forte. Mas notaram também que, pelo tamanho da pequena cidade, muitos não estavam ali. Entre os abrigados, um elfo guerreiro se destacava entre os aldeões. Gaulford Lottar logo se identificou como apenas um mercenário viajante em busca de uma boa oportunidade de ganhar ouro, e por pior que fosse a situação, se achava com sorte por estar no lugar certo e na hora certa(de acordo com ele, ao menos). Logo o grupo é abordado pelo governador Tarbaw Nighthill, que reconhece no grupo sua melhor chance de salvar os habitantes de sua cidade. Nighthill os informa da situação atual, e oferece uma recompensa se o grupo ajudar na defesa contra o culto durante a noite!

Governador Tarbaw Nighthill

Porém, antes que algum preparativo seja feito, a força do grupo é posta a prova quando o alarme soa! Um pequeno grupo de mercenários inimigos conseguiram invadir o portão lateral do forte, e Castellan Escobert o Vermelho, mestre da fortaleza, precisa que o grupo segure a posição até o portão ser selado novamente. Ao se encaminhar ao local da invasão, o grupo dos personagens é surpreendido com um ataque surpresa das forças invasoras que desconfiavam que ajuda estava a caminho! O combate é duro, pois além de Kobolds, um Drake e um humano curandeiro ajudavam no combate. O grupo sobrevive, apesar de bem mais feridos que o esperado, apenas para montar uma barricada temporária enquanto um ajudante de Escobert conserta o portão. A barricada se mostrou eficiente, pois com ela eles conseguiram evitar mais um combate de outro grupo invasor.

Fim do ato I.

Na próxima parte, o grupo de aventureiros por acaso parte para o contra ataque! Surgem Eddie Dean e Cyanwrath! Confira aqui.

Cartas dessa aventura:








quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Dragonfall War - Resumo de Campanha

Um pequeno resumo da campanha, os principais personagens e seus jogadores e uma lista com os relatos de aventuras até agora!

Dragonfall War se inicia em Forgotten Realms, na região conhecida como Costa da Espada (Sword Coast), e gira em torno da tentativa do Culto do Dragão em libertar a deusa dos dragões malignos, Tiamat, de sua prisão em Avernus para dominar Faerûn e retomar a Dragonfall War!

Lista de Aventuras

02 - Acampamento dos saqueadores
03 - Viveiro de Dragões
04 - Espada Nobre e aventuras em Baldur's Gate
05 - Missão suicida na Fortaleza da Fronteira
06 - Na estrada

Lista de Personagens

Fong Sai-Yuk



Nascido e criado no vilarejo de Trost, a alguns dias de viagem dos montes estelares (Star Mounts), Fong se casou cedo e era apenas um trabalhador comum do vilarejo, até o dia em que o mesmo foi atacado por um grande dragão vermelho e seu vilarejo, destruído. Fong perdeu uma filha e sua esposa no ataque, e depois disso passou meses se embebedando de taverna em taverna, sua vida sem um rumo certo. Dizem que o responsável pelo ataque foi o próprio Imvaernarhro, e Fong jurou vingança em nome de seus compatriotas e sua família. Mas Fong só fazia beber. Até que então Fong foi encontrado pelo monge Sakaki Erlanthar, que o resgatou do fundo do poço e o treinou nos caminhos das artes marciais. Dez anos se passaram. Um dia, Fong recebe uma mensagem de seu mestre o chamando para a cidade de Ninho verde, e é ai que suas aventuras se iniciam.

Raça: Humano
Classe: Monge Punho do Macaco Bebado
Jogador: Jhonata Marques

Visara, a Instigadora



Uma tiefling de origem desconhecida, visara cresceu na cidade de Neverwinter até seus 20 anos, onde se apaixonou e viveu uma grande história com Lilliana, uma humana que havia conhecido. Numa noite, porém, Lilliana e Visara foram atacadas por Contrabandistas de Escravos em Neverwinter, interessados em vender Visara para algum lorde de um país longínquo. Numa noite de terror, Visara viu sua amada ser violentada pelo líder dos contrabandistas, o maligno Grisenbald, que a deixou a beira da morte em um beco esquecido pelo mundo na cidade de Neverwinter. Visara viu a vida de sua amada se extinguindo na frente de seus olhos, e aquilo a encheu de uma fúria sem tamanho. Aproveitando um momento de fraqueza nas barracas onde estava aprisionada, Visara conseguiu escapar e atacar todos os contrabandistas, mostrando uma proeza de batalha nunca antes vista. Mas no momento final, Grisenbald a seus pés pedindo piedade, Visara escutou seu coração e teve piedade do infeliz. Depois disso a única coisa que ela lembra é de ser possuída por uma fúria avassaladora e matar aquele ao qual ela teve piedade. Dias depois ela acordou no meio da floresta coberta de sangue, sem saber o que aconteceu ou como tinha parado ali. Desde então, com sua vida totalmente mudada, Visara abraçou seu lado negro e passou a seguir Loviatar, a deusa da dor, jurando nunca mais sentir piedade de um inimigo. Poucos anos se passaram desde sua conversão a causa de Loviatar, e agora ela se encontra no serviço da Legião dos Condenados junto de seu amante Sergor Starag, paladino de Bhaal.

Raça: Tiefling
Classe: Clériga da Dor (Loviatar, Dominio da morte)
Jogador: Igor Eloi

Eddie Dean



Um meio-elfo de semblante sombrio, Eddie Dean tem sua história diretamente ligada ao Culto do Dragão e seus objetivos. Quando criança, ele e sua irmã viviam com seu pai, um elfo ex membro do Culto do Dragão, no vilarejo de Trost, longe da antiga vida de seu pai. Ou assim eles pensavam. A verdade que apenas Eddie Dean e alguns poucos membros do Culto do Dragão sabem é que Trost foi saqueada pelo dragão vermelho por conta de seu pai, que havia passado anos escondido do culto do dragão, possuindo um segredo que poderia mudar o rumo dos planos do culto. Enquanto o dragão atacava a cidade, cultistas sorrateiros atacaram a casa de Eddie Dean, matando seu pai e sequestrando sua irmã, enquanto Eddie Dean se escondia para salvar a própria vida. Os próximos dez anos de sua vida, Eddie Dean passou a procura de sua irmã, chegando a secretamente se infiltrar no Culto do Dragão com outro nome. Depois de tanta procura, ele encontrou sinais de que Cyanwrath, o meio-dragão azul presente no massacre de sua família e aquele que sequestrou sua irmã, se encontraria em Ninho Verde. E assim começa sua jornada.

Raça: Meio-Elfo
Classe: Ranger Beastmaster
Jogador: Gustavo Pamplona

Gaulford Lottor



Gaulford Lottor é um elfo de um passado sigiloso. Vivendo os últimos anos como um mercenário e caçador de recompensas, apenas os intimos sabem de seu passado servindo a um grupo especial de assassinos da Aliança dos Lordes, que terminou subtamente na morte dos demais membros e na fuga de Gaulford da cidade de Waterdeep. Ainda mais secreto é o seu suposto envolvimento com o grupo Eldreth Veluuthra.

Raça: Alto Elfo
Classe: Guerreiro Champion - Arqueiro
Jogador: Elvis Sangeles

Gatha Mistoffeles



O mais novo membro da legião dos condenados tem sua cota de segredos e interesses na guerra que está por vir. Membro de uma extinta ordem de swordmages do Reino de Sembia, Gatha fez um pacto com um lorde infernal em busca de poder, fugindo de sua ordem após deixar um rastro de mortos. Eventualmente Gatha foi capturado e forçado a servir a Legião dos condenados, mas dizem que ele se entregou e se voluntariou a participar da Legião, algo nunca antes feito. Quais os interesses de Gatha na legião? Quais os interesses de seu mestre maligno na guerra que virá? Quais os motivos de Gatha ter feito o pacto? Qual seu papel no futuro de Faerûn?

Raça: Elfo do Sol
Classe: Mago/Warlock
Jogador: Roberto de Medeiros

Thia Galanodel



Thia Galanodel foi banida de seu vilarejo humano ainda criança por não conseguir controlar sua forma selvagem natural. Após imigrar e passar anos treinando com os animais e criaturas da Floresta do Manto (Cloackwood Forest), Thia voltou para sua terra natal apenas para encontrá-la saqueada e destruída por mais um ataque do Culto do Dragão. Membro do Conclave Esmeralda, Thia se despede de seus companheiros druidas da floresta do manto para ser a representante do Conclave Esmeralda no grupo da Espada Nobre, agora numa jornada pelo equilíbrio do mundo e por sua vingança pessoal.

Raça: Elfo da Floresta
Classe: Druida do circulo da Lua
Jogadora: Pollyana Venancio

Bartolomeu Nicodemos Extremos Yarim



Bartolomeu é um Dragonborn inusitado. Tendo a pele naturalmente púrpura, um caso extremamente raro entre dragonborns, Bartolomeu foi criado longe do reino de sua espécie, Tymanther, sendo criado no poderoso reino de Cormyr, onde serviu como membro especial dos Dragões Púrpura até recentemente. Já na idade adulta e não tendo ainda matado um dragão, uma tradição entre a raça guerreira de Tymanther, Bartolomeu aproveitou os rumores sobre os ataques do Culto na costa da espada e se voluntariou a averiguar a situação e ajudar onde fosse necessário. Assim começou sua viagem ao reino de Elturiel e sua participação na Espada Nobre.

Raça: Draconato Púrpura
Classe: Guerreiro Battle Master - Duas mãos
Jogadores: Morôni Carvalho/ Roberto de Medeiros

Krenko Horwart



Krenko Horwart é um gnomo bardo viajante apaixonado por músicas e boas histórias. Criado em meio a uma família humana a quase um século, aqueles que conheceu por família a muito deixaram esse mundo. Aventureiro experiente, nas últimas decadas ja viajou por toda costa da espada e além, tendo sempre uma boa história para contar. Suas andanças e buscas não foram sem motivo, é claro, e sim em busca de uma música que escutou quando jovem, capaz de encher de emoção até o mais gelado dos corações e trazer aos prantos de felicidade aqueles cujas lágrimas a muito secaram. Mas todo poder tem seu custo, e o custo de tocar uma das sete músicas da criação é algo que Krenko conhece intimamente.

Raça: Gnomo da Floresta
Classe: Bardo
Jogador: Jhonata Marques

Baru Rua



Baru inicia sua história longe daqui. Um Auriok do longínquo plano de Mirrodin, Baru foi acidentalmente transportado para Forgotten Realms nos primeiros anos da guerra contra a nova Phyrexia e agora busca um jeito de retornar para casa e ajudar seu povo. Em um acordo com os Harpistas, Baru prometeu ajudá-los na luta contra a rainha dragão em troca da ajuda dos mesmos para retorná-lo para casa, esperando conseguir poder na jornada para combater a Phyrexia quando o momento chegar.

Raça: Auriok
Classe: Shaman
Jogador: Igor Eloi

NPC's da Espada Nobre

Sergor Starag



Sergor Starag é um Paladino de Bhaal que segue a Legião dos Condenados. Entrando por volta da mesma época que Visara, os dois logo se conectaram por meio da sede de sangue e do prazer de matar que cada um possuia. Desde então fazem a maioria das missões juntos, e eventualmente sua cumplicidade evoluiu para algo mais. Pouco se sabe sobre a vida de Sergor antes de ser membro da Legião dos Condenados, nem o porquê de sua devoção ao recém renascido deus dos Assassinatos.

Raça: Humano
Classe: Paladino Oathbreaker

Marion Glissa



Marion é uma evocadora nascida com uma das últimas cicatrizes mágicas da Praga mágica. Cresceu e treinou como uma maga no reino de Cormyr, apesar de todo o preconceito e medo que recebia. Quando a praga mágica cessou, foi uma das poucas possuidoras da cicatriz que não foi curada, recebendo aquilo como um sinal da própria deusa Mystra. Nos ultimos meses tem sido acometida cada vez mais por sonhos envolvendo a destruição do mundo em frio, fogo, acído, veneno e relâmpagos. Seus sonhos a diziam para viajar para costa da espada, e finalmente ela partiu em busca de respostas para seus sonhos proféticos.

Raça: Humana Spellscarred
Classe: Maga Evocadora

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Campanha "Dragonfall War" - Preparação para campanha



O inicio dessa nova companha se deu em meados de outubro do ano passado. Preguiça vai, preguiça vem, agora que estamos empolgados com o andamento da campanha e suas personagens, decidi iniciar uma série de posts de relatos sobre a mesma. Com um pouco de sorte e dedicação, dessa vez os relatos conseguirão acompanhar nossas aventuras até o fim.

Em vez de fazer relatos sessão a sessão, optei por fazer relatos quando as aventuras se concluirem, de modo a condensar as informações de quatro ou cinco sessões em dois ou três posts. Dito isso, nos próximos dias o trabalho será intenso, visto que já temos quase cinco aventuras nessa fila. Enfim, vamos ao que interessa.

A Campanha "Dragonfall War", previamente nomeada "Rise of the Dragonlords", usa o sistema de Dungeons & Dragons 5ed e segue ligeiramente os passos da campanha pronta Tyranny of Dragons da Wizards of the Coast, que leva os PJ's do primeiro nível, enfrentando o Culto do Dragão em uma cidade sitiada, até o décimo quinto, batalhando a própria rainha dos dragões malignos num confronto épico pelo destino dos reinos. Dito isso, a campanha vai sendo pesadamente modificada com o passar do tempo, de forma a abordar o background dos personagens e expandir a campanha original com o lore de forgotten realms e D&D em si. A idéia inicial é levar a campanha além do fim da Rise of Tiamat, direto para o vigésimo nível e além. Mas claro, tudo a depender do andamento dos acontecimentos.

Outra idéia que me surgiu a poucos dias, baseada em um post que vi na comunidade D&D Next. é a de povoar esses relatos com cartas de Magic: The Gathering baseadas nos acontecimentos da aventura, uma vez que quase todos os jogadores da mesa também são avidos jogadores de Magic e fãs do seu lore. Pra fechar esse primeiro post, a carta da própria Tiamat.


segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Companhia de aventureiros de Espada Nobre.


Venho hoje falar sobre o destino da companhia de aventureiros de Espada Nobre. Um clérigo, um halfling ladino, um goblin assassino e um bárbaro das tribos do norte. Como é de se imaginar, muitas eram as diferenças entre esses quatro, mas eles compartilhavam da fúria por novos perigos e novos contos para recitar. Mémoraveis foram suas aventuras em seu plano natal, afinal a queda de um Colosso de Aço Negro ou uma batalha feroz com gigantes de gelo são histórias que qualquer um gostaria de ouvir, e seus protagonistas são heróis que todos gostariam de ter por perto.

Ou quase todos.

Lembra quando eu falei que esses quatro possuiam muitas diferenças? Existia mais uma coisa que os mantinham unidos. O líder do grupo Alek Greatheart, um paladino de carisma lendário, adorado por todos como um grande héroi. Pelo menos por um tempo.

Veja bem, o que realmente aconteceu que levou Alek a se tornar o grande vilão dessa história poucos conhecem, e este velho contador de histórias não é um deles. Mas o que se sabe é que em algum ponto da história Alek caiu. Ele abraçou o caminho da escuridão, e passou a servir uma entidade pouco conhecida nesse multiverso, que atende pela alcunha de "Rei do Sangue". Após se separar do grupo, ele buscou por artefatos de grande poder nas profundezas do mundo e do multiverso, e usou desses artefatos para servir numa bandeija todo o seu plano natal como sacrifício para sua divindade maligna.

E quando o mundo mais precisou, os hérois de Espada Nobre falharam.

Um grande eclipse banhou o mundo em sangue, e as almas de todos os mortais foram devoradas pelo grande portal no céu. Como último ato de bondade, talvez para manter sua fagulha de esperança acesa, o mago Farrun teleportou os hérois para outro plano material, pouco antes dele mesmo ser destruido e ter sua alma devorada.

Os hérois derrotados cairam em Faerûn, Os Reinos Esquecidos, e lá ficaram em prantos por dias, pois suas famílias também haviam sido aniquilidas, e juraram vingança para com o traidor Alek "Estrela Negra". Muitas foram as aventuras dos heróis nos reinos esquecidos, novos companheiros como Niméria, uma ranger com posse de uma das lendárias Moonblades se juntaram ao grupo, enquanto outros, como o barbáro, se perderam em meio aos perigos (ou assim eles dizem).

Nas suas últimas aventuras em Faerûn, eles encontraram resquícios e pistas que os levaram até o imensamente poderoso artefato Mirari, e junto com uma tribo de leoninos vindos de outro plano o utilizaram para virar o jogo na guerra interplanar que ocorria no plano de Mirrodin, dando uma fagulha de esperança a resistência do plano contra os exercítos nefastos de Phyrexia. Há quem ouse dizer que em conjunto ao poder mágico do Mirari, eles foram responsáveis por iniciar a cadeia de eventos que trouxe a deusa da magia Mystra de volta a Faerûn, mas nem os mais curiosos conseguiriam responder se existe um fundo de verdade por trás dessa afirmação.





Mas então que enquanto em nova Phyrexia, os hérois finalmente encontraram as informações que queriam. Um orbe, com boa parte das almas retiradas de seu plano natal, foi encontrado em posse de um novo lorde demônio no Abismo. Esse lorde estava ganhando cada vez mais poder, e era de interesse de outros lords demoniácos e dos anjos de celestia que ele fosse destruído. Com motivo mais que suficiente, os hérois partiram numa épica jornada para os planos inferiores, e na 647º camada do abismo, eles destruiram o lorde demoniaco e libertaram as almas de seus conterrâneos. A batalha durou dias, e dizem que a vitória só foi possivel graças ao anel de três desejos em posse do clérigo.

Os heróis então foram recompensados em Monte Celestia, e todos os sobreviventes ascenderam ao cargo de Imortais, com o poder de semi-deuses, eles agora ajudam outros aventureiros e mortais de interesse, enquanto se preparam para uma guerra que durará eras, e quem sabe envolverá o destino de todo o multiverso em seu desfeixo.

E quanto a Alek? Sumiu sem deixar rastros.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Dia 51.

"Eles ainda acham que sou um deles. Mas por quê? Modrons 
costumam ser as criaturas mais metódicas e ordeiras dos planos,
então por que acham que sou um deles?

Há três luas tentei me distanciar, me aproveitar que ainda estavamos em arbórea
para me libertar dessa marcha insana. Foi em vão. Assim que se deram
conta de minha ausência, fui capturado e trazido de volta a meu esquadrão.

Sou prisioneiro da maior viagem do multiverso.

Não estou sozinho. Outros também são prisioneiros assim como eu. Sempre em movimento,
aproveitamos as horas noturnas para descansar nos ombros das máquinas de Mecanus
e trocarmos prozas sobre nossos planos natais. Logo descobri que essa marcha era diferente.

Planos materiais, planos de metal, planos que nunca ouvi nada sobre. Talvez essa marcha
perdure por longos anos, visitando planos totalmente diferentes dos conhecidos...
Uma viagem pelo Multiverso desbravado. Que mundos de magia visitaremos? Que tipos
de criaturas encontraremos?

Me sinto estranho, a marcha exerce um efeito sobre mim... já vejo ordem nos lugares
mais caóticos. Estaria eu pensando como um Modron?"

- Adrennon "Bookworm"